CORONAVÍRUS NA ITÁLIA

O QUE É O CORONAVÍRUS?

O assunto que mais tem sido falado nas últimas semanas é o Coronavírus:  um novo vírus que tem causado doença respiratória, com casos recentemente registrados na China, tendo origem na cidade Wuhan. É importante saber que os coronavírus são uma grande família viral, conhecidos desde meados de 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais.

Tal vírus é transmitido de pessoa para pessoa, através do contato pessoal com secreções contaminadas, como: gotículas de saliva; espirro; tosse; catarro; contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão; contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos. Os principais são sintomas são: febre, tosse, dificuldade para respirar.

ATUAL SITUAÇÃO DO CORONAVÍRUS NA ITÁLIA

No aeroporto aqui na Itália, estão sendo utilizados scanners para controlar a febre, e os voos da china e para china foram bloqueados por cerca de 90 dias. Em 5 de fevereiro, as verificações de temperatura corporal foram estendidas a todos os passageiros em voos europeus e internacionais que chegavam aos aeroportos italianos.

Segundo as autoridades, já são mais de 165 casos confirmados da doença na Itália, e no sábado dia 22/02/20, o governo publicou um decreto com medidas para conter o avanço do vírus, que já matou, até o presente momento, quatro pessoas. O país enfrenta dificuldades para localizar o “paciente 0”, ou seja, quem trouxe o novo coronavírus para a Itália.

Anúncios

Até então, onze cidades são afetadas pelo decreto, com uma população que envolve mais de 50 mil pessoas. Além disso, Milão suspendeu as aulas e Veneza cancelou os dois últimos dias de Carnaval.

Segundo dados das reportagens mais atuais, o governo italiano listou as seguintes medidas para as áreas com focos da doença:

  • os cidadãos que estiverem em áreas ou municípios com caso confirmado de Covid-19 não poderão deixar o local;
  • está proibida a entrada de pessoas de fora em áreas ou municípios com caso confirmado da doença;
  • suspensão de atividades e eventos públicos de qualquer natureza, mesmo em locais fechados ou públicos;
  • suspensão de aulas em todos os níveis escolares e de ensino superior, exceto para ensino à distância;
  • suspensão de abertura de museus públicos e outros institutos culturais;
  • suspensão de todas as viagens educacionais, nacionais e internacionais;
  • cidadão que entrar na Itália será obrigado a avisar o governo que esteve em alguma área de risco de contaminação;
  • suspensão de todas as atividades comerciais, exceto as de utilidade pública e serviços públicos essenciais;
  • circulação de pessoas para acessar serviços e empresas públicas essenciais está condicionado ao uso de equipamentos de proteção individual (como máscaras);
  • limitação no acesso ou suspensão de serviços para o transporte de mercadorias;
  • suspensão de atividades de trabalho para empresas, exceto para as que prestam serviços essenciais e de utilidade pública.

Milão, até o presente momento, não é uma área de risco, porém a região de Lombardia, no norte do país, é a área mais afetada, com 10 municípios isolados: Codogno, Castiglione d’Adda, Casalpusterlengo, Fombio, Maleo, Somaglia, Bertonico, Terranova dei Passerini, Castelgerundo e San Fiorano. O outro fica na região de Veneto (Vo ‘Euganeo).

Além de afetar os últimos dois dias do famoso Carnaval de Veneza, a Semana de Moda de Milão, uma das mais famosas do mundo, também foi afetada: o desfile da nova coleção da grife Armani ocorreu a portas fechadas, apenas com transmissão via internet.

Anúncios

Veneto, Piemonte e Lombardia são as regiões críticas, com Itália a ser o país mais preocupante da Europa. Ao todo, já foram registadas quatro mortes em solo europeu relacionadas com a epidemia: a primeira ocorreu em Paris, quando um turista chinês não resistiu a uma pneumonia resultante da infecção.

As primeiras duas mortes no país ocorreram em menos de 24 horas: na sexta-feira, um homem de 78 anos morreu na região de Veneto em sequência de uma complicação respiratória causada pelo vírus. No sábado, a vítima foi uma mulher de 75 anos na cidade de Codogno, região da Lombardia. A terceira morte devido ao coronavirus na Itália foi confirmada às 16h00 deste domingo dia 23/02, pelas autoridades italianas. À semelhança dos casos anteriores, a vítima encontrava-se no Norte da Itália, região onde foram detectados a maior parte dos casos de infecção italiano. E hoje, dia 24/02, outra morte foi confirmada, dessa vez um senhor de 84 anos, residente na cidade de Bergamo.

Casos positivos aumentam em Emilia Romagna e Veneto: existem sete novos casos de positividade ao coronavírus em Emília-Romanha, todos atribuíveis ao surto da Lombardia: cinco, incluindo quatro cidadãos de Lodi, encontrados em Piacenza, e dois cidadãos da província de Parma (que foram a Codogno), hospitalizados em isolamento no hospital Parma e em boas condições. Os casos positivos na região, portanto, aumentam para 16. No Veneto, como a Região indicou, há 27 pontos positivos e os novos casos pertencem aos surtos já conhecidos. No domingo 23/02, foi registrado o primeiro caso positivo na cidade de Milão, se trata de um médico do Policlínico de Milão, que se encontra no momento internado no hospital Sacco.

Na região da Basilicata, foi declarado que: “Todos os cidadãos que retornam a Basilicata provenientes do Piemonte, Lombardia, Vêneto, Emília Romanha e Ligúria ou que ficaram nos últimos 14 dias, devem permanecer em quarentena em sua casa por 14 dias, comunicando sua presença aos serviços de saúde competentes”.

No sábado dia 22/02, a Áustria havia bloqueado os trens provenientes da Itália devido a dois casos suspeitos, porém, mais tarde no mesmo dia, a situação voltou ao normal e os trens foram liberados para circulação.

Giorgio Armani decidiu fechar os escritórios e instalações de produção de Milão na Lombardia, Emilia Romagna, Veneto, Trentino e Piemonte por uma semana. A equipe envolvida na medida, tomada para lidar com a emergência do coronavírus, não ficará de licença. A escolha também foi feita pela marca Laura Biagiotti. Na Gucci, uma decisão ainda não foi tomada, assim como pela Versace.

Esportes de inverno também foram suspensos em toda a Itália durante toda a semana. Fisi, que já havia bloqueado os eventos na Lombardia e Veneto agendados para a emergência do coronavírus, decidiu, além disso, estender a parada “a todo o território nacional durante toda a próxima semana, enquanto se aguarda a conclusão de outras medidas que serão fornecidas”.

Todos os eventos e iniciativas, incluindo religiosos, também estão suspensos no Veneto. A ordem conjunta urgente do Presidente da Região Luca Zaia e do Ministro da Saúde, Roberto Speranza, prevê isso para a emergência do Coronavírus. Em particular, a medida ordena até 1º de março a suspensão “de manifestações ou iniciativas de qualquer tipo, de eventos em locais públicos ou privados, em ambientes fechados e abertos ao público, incluindo aqueles de natureza cultural, recreativa, esportiva, religiosa, discotecas e boates “. O mesmo foi aplicado para a região da Emilia Romagna.

A orientação é que aqueles que sentirem sintomas como febre, tosse ou dificuldade respiratória, ou que possam ter entrado em contato com algum contaminado, que entrem em contato com os números de emergência e evitem ir até os hospitais. Além de 112 e 118, o Ministério da Saúde disponibilizou um novo número gratuito para solicitar informações e conselhos sobre como agir para reduzir o risco de contágio: 1500. Pode ser acessado por telefones fixos e celulares: fica ativo por 7 dias de 7, de 8 a 20. Além desses contatos, as regiões estão ativando números gratuitos para ligar em caso de sintomas.

Anúncios

Até sábado, dia 22/02, o número total de mortes causadas pelo vírus chegou a 2.345, sendo que 397 novos casos na China foram confirmados nesse sábado, elevando o número total de casos para mais de 76 mil.

As orientações são que medidas preventivas sejam tomadas por todos, entre elas:

  • evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
  • utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • manter os ambientes bem ventilados;
  • evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

4 pensamentos

  1. Oi Priscilla, tudo bem?
    Estou indo hoje para a Itália a turismo e sabe me dizer como está a situação em Roma e Florenza pois são dois destinos que tenho?
    Meu destino final iria ser Veneza no início de março mas acho que vou mudar esse roteiro.

  2. Tenho passagem comprada para 28/03 passeios e passagens de trem como vou fazer se precisar cancelar diante dessa situação do coronavirus! Faz um vídeo sobre isso!

  3. Oi Priscila estou acompanhando seu Canal tenho cidadania Italiana e estou querendo ir para morar, trabalhar enfim ficar de vez, gostaria de uma opinião sua sobre idade tenho 46 anos, trabalho e estudo sou formado em aviação civil com experiência na área principalmente em aeroportos o q preciso fazer pra trabalhar na minha área sei q de cara o trabalho serão outros mas depois quero ir pra minha área, eu tenho cursos na área de panificação, confeitaria e de salgados vc acha q isso pode ajudar e outra coisa qdo chegar como faço pra fazer cursos gratuitos inclusive vi um órgão chamado Enaip vc conhece??? Inclusive tem cursos em Vergado na minha área se vc ver alguma coisa pode me dar dicas??? Espero que esse koronavirus acabe logo pra estar por aí ahhh se puder me da um alô sobre as Universidades inclusive minha dichiarazione di valore está pronta acha q conseguiria entrar já em setembro??? desculpe abusar da sua bondade
    Grazie Mille
    Arrivederchi

  4. Priscila tudo bem? Estou indo pra Roma dia 05/03. O que vc acha? Devo cancelar minha viagem? Passarei 4 dias e depois voarei para a França.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.